Editora LetraSelvagem

Literaura Brasileira

Os melhores escritores do Brasil

Ricardo Guilherme Dicke

Romance, Poesia, Ficção

Deus de Caim

Olga Savary

Nicodemos Sena

Edivaldo de Jesus Teixeira

Marcelo Ariel

Tratado dos Anjos Afogados

LetraSelvagem Letra Selvagem

Santana Pereira

Sant´Ana Pereira

Romance

Nicodemos Sena

Invenção de Onira

A Mulher, o Homem e o Cão

A Noite é dos Pássaros

Anima Animalista - Voz de Bichos Brasileiros

A Espera do Nunca mIas (uma saga amazônica)

O Homem Deserto Sob o Sol

Romancista

Literatura Amazonense

Literatura de Qualidade

Associação Cultural Letra Selvagem

youtube
Destaque Cadastre-se e receba por e-mail (Newsletter) as novidades, lançamentos e eventos da LetraSelvagem.
Lançamento do livro K - O escuro da semente

Na Imprensa

Fonte maior
Fonte menor
Deus de Caim
Página publicada em: 29/05/2010
Marçal Aquino
Indicação de leitura publicada no Guia da Folha ("Folha de São Paulo", 28/05/2010)
Merece ser saudado quase como um ato de bravura quando uma editora pequena e atrevida de Taubaté - a LetraSelvagem - recoloca em circulação um livro como Deus de Caim, aclamado romance de estreia do mato-grossense Ricardo Guilherme Dicke (1936-2008), autor pouco lido e muito cultuado - Guimarães Rosa o tinha em alta conta; Glauber Rocha chegou a apontá-lo como "o maior escritor brasileiro". Mas a verdade é que Dicke construiu sua obra sempre à margem, mantendo uma fidelidade feroz a um universo literário muito particular. Deus de Caim se passa num lugar imaginário, o Pasmoso, e conta uma fábula densa sobre os irmãos Jônatas e Lázaro, cujos conflitos remetem ao mito de Caim e Abel. A linguagem espessa, elaborada, é um personagem à parte deste romance assombroso, que oferece uma grande oportunidade de se conhecer a literatura de um dos mais originais escritores brasileiros contemporâneos.

Cotação: ótimo


Faça seu comentário, dê sua opnião!

Imprimir
Voltar
Página Inicial

Destaques

Autores Selvagens

Autor

» Nelly Novaes Coelho

Nelly Novaes Coelho nasceu na capital de São Paulo, em 17 de maio de 1922, pouco depois da Semana de Arte Moderna. Em 1960, inicia a carreira de docente universitária, como professora-assistente do Prof. Antônio Soares Amora, área de Literatura Portuguesa. Em 1961, acumula esse cargo com o de professora titular de Teoria da Literatura, na Faculdade de Letras de Marília (onde lecionava nos fi ns de semana). Segue a carreira universitária: doutora em Letras (USP, 1967), livre docência (USP, 1977). Professora-adjunta (USP, 1981) e professora titular de Literatura Portuguesa (USP, 1985). Nesse período, inicia-se como crítica e ensaísta literária, colaborando no Suplemento Literário de “O Estado de São Paulo”. Especializa-se em Literatura Contemporânea (portuguesa e brasileira). No decorrer de sua carreira acadêmica, entrega-se à docência e à crítica, publicando em jornais e revistas do Brasil e do exterior. É reconhecidamente uma das mais importantes críticas literárias e conferencistas de literatura brasileira e portuguesa no Brasil.

Colunas e textos Selvagens

© 2008 Associação Cultural LetraSelvagem - Todos os Direitos Reservados.