Editora LetraSelvagem

Literaura Brasileira

Os melhores escritores do Brasil

Ricardo Guilherme Dicke

Romance, Poesia, Ficção

Deus de Caim

Olga Savary

Nicodemos Sena

Edivaldo de Jesus Teixeira

Marcelo Ariel

Tratado dos Anjos Afogados

LetraSelvagem Letra Selvagem

Santana Pereira

Sant´Ana Pereira

Romance

Nicodemos Sena

Invenção de Onira

A Mulher, o Homem e o Cão

A Noite é dos Pássaros

Anima Animalista - Voz de Bichos Brasileiros

A Espera do Nunca mIas (uma saga amazônica)

O Homem Deserto Sob o Sol

Romancista

Literatura Amazonense

Literatura de Qualidade

Associação Cultural Letra Selvagem

youtube
Destaque Cadastre-se e receba por e-mail (Newsletter) as novidades, lançamentos e eventos da LetraSelvagem.
Lançamento do livro K - O escuro da semente

Autores Selvagens

Fonte maior
Fonte menor
António Cabrita
Página publicada em: 26/07/2011
António Cabrita ainda é uma novidade para o público brasileiro, mas não para a crítica do Brasil, que acompanha os passos desse importante e irrequieto escritor português. Adelto Gonçalves, doutor em Literatura Portuguesa pela USP-Universidade de São Paulo, afirmou: “Este português de Almada (1959) foi para Maputo (Moçambique) há poucos anos, numa época em que raros lusos se dispõem a ir para a África e os que de lá retornaram choram até hoje o ‘império colonial derramado’. Não se arrependeu, pois encontrou material, o chamado ‘tecido da vida’, para escrever novas e surpreendentes histórias como estas que o leitor brasileiro tem a oportunidade de conhecer”. E Maurício Melo Júnior, que é escritor, crítico e apresentador do programa Leituras da TV Senado, escreveu a respeito do romance "A Maldição de Ondina", que marca a estreia de António Cabrita no Brasil: “António Cabrita traz a capacidade de domar o espírito aventureiro e conservador de Portugal. E isso é o cerne de nossa alma universal”.
Imagem
António Cabrita publicou Oblíqua Visão de um Cristal num Gomo de Laranja ou Perene o Sangue que Arrebata os Anjos Vingadores (1979), Tormentas de Mandrake e de Tintin no Congo (Teorema, 2008), Carta de Ventos e Naufrágios (Teorema, 1998), Cegueira de Rios (Relógio de Água, 1994) e Não se Emenda, a Chuva (Livros de Horas, 2011).
 
Parte considerável da sua obra poética está reunida em Arte Negra, livro de 2000 publicado pela Editora Fenda. Crítico literário e de cinema de 1988 a 2004 no semanário "Expresso", de Lisboa, é também editor das edições Íman, diretor da revista Construções Portuárias, autor de contos e argumentos para o cinema.
 
A publicação do romance A Maldição de Ondina no Brasil permitirá aos leitores brasileiros conhecerem esse grande autor português e também revelará uma África muito diferente dos clichês e estereótipos que certa literatura sobre a África dissemina do lado de cá do Atlântico.
 
António Cabrita virá ao V Congresso de Escritores Brasileiros, que se realizará de 12 a 15 de novembro de 2011, em Ribeirão Preto-SP. Proferirá no Congresso a Conferência "Multiculturalidades: a participação de várias culturas na formação da língua portuguesa".
 
No dia 16 de novembro, António Cabrita lançará A Maldição de Ondina em São Paulo. O lançamento acontecerá na Livraria Martins Fontes (Av. Paulista, 509 - São Paulo-SP).
 
**Obs nº 01: A Migração moçambicaba impediu o escritor António Cabrita de sair de Moçambique, razão por que deixou de comparecer ao Congresso Brasileiro de Escritores, mas enviou uma mensagem que foi lida aos congressistas. Pela mesma razão, não pôde comparecer ao lançamento de A Maldição de Ondina, o qual foi adiado para o ano de 2012, em data a ser definida. 
**Obs nº 02: A Maldição de Ondina acaba de ser escolhido um dos 20 romances finalistas do Prêmio Portugal Telecom de Literatura de 2012.
    
 
SAIBA MAIS SOBRE ANTÓNIO CABRITA:
 
 
COMO ADQUIRIR:
O romance  A Maldição de Ondina podera ser adquirido através deste site ou na rede de lojas da Livraria Cultura em todo o Brasil . CLIQUE AQUI

Faça seu comentário, dê sua opnião!

Imprimir
Voltar
Página Inicial
© 2008 Associação Cultural LetraSelvagem - Todos os Direitos Reservados.